Poesias

Desilusão – Poetisa Riselda Morais

Sinto em meu peito
a dor de quem chora
a falta de jeito
a incerteza do agora

Sinto em meu peito 
um desengano
sem preconceito
a falta de plano

Sinto em meu peito 
grande calafrio
parece até que
vou morrer de frio

Sinto em meu peito
um desejo ardente
o sangue das veias 
que corre quente

Sinto em meu peito
uma angústia louca
que se vou falar
minha voz sai rouca

Sinto em meu peito
uma grande paixão
que faz bater forte
o meu coração!