Poesias

A Alegria – Poetisa Riselda Morais

      A alegria pode ser tão efêmera quanto a existência de uma rosa.
O sorriso que brota nos lábios aos poucos se apaga
assim como a rosa que desabrocha sobre os espinhos logo murcha e cai.
Tudo é efêmero, a dor, a alegria, a tristeza, a felicidade, nada dura para sempre, tudo é muito, mas muito passageiro, o tempo voa e a vida é curta.