Poesias

A Beleza da Rosa – Poetisa Riselda Morais

“Mãe” doce palavra que meus lábios pronunciam
São infinitas, às vezes, que por ti chamo
Quando tuas mãos suaves, meu rosto acariciam
Sinto-me tua criança, te preciso, te amo!

És única…, iluminada, abençoada
Minha sorte, és a continuação
És mãe querida. Oh! Mulher amada
És da vida a sustentação

De teu ventre, nasci…
Como fruto do amor
Ficastes sensível, 
mas sem temor

Recebeste-me como um presente
de Deus em confiança, 
cheia de amor, 
carinho e esperança

Lembro-me assustada,
em meio á noite escura
A rosa bondosa e dedicada,
Consola-me, me afaga,

Nina-me, me acalma,
cheia de ternura
desabrocha-me o sorriso,
dos olhos o medo apaga

Se sinto frio ou se estou triste…
Calorosa, protege-me em teu abraço
Porto mais seguro que existe
Estrela luminosa que reina no espaço

Em todo teu ser, 
mora o sincero amor
No beijo carinhoso, 
no abraço acolhedor
Na amizade sincera, 
no olhar afetuoso
No coração dadivoso
sublime e generoso

Entre as flores, 
digo-te a rosa
Delicada, linda, 
tão cheirosa…

Entre as belezas,
és a mais formosa
Meiga, suave, 
esplendorosa

Tens meu amor, 
carinho, admiração
Agradeço-te pela vida,
por toda a dedicação

Tens o meu sorriso,
meu choro, meu canto
Dona da minha paixão,
meu sonho, meu encanto!