HPV atinge 54,6% dos jovens de 16 a 25 anos no Brasil

 Riselda Morais

     Segundo dados do projeto “POP-Brasil-Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional de Infecção pelo HPV”, lançado na segunda-feira (27) pelo Ministério da Saúde, mais da metade (54,6%) dos jovens com faixa etária entre 16 e 25 anos são portadores do HPV, sendo 38,4% das infecções por HPV de alto risco para desenvolver o câncer.
     Foram pesquisados 7.586 jovens de 26 capitais e do Distrito Federal, sendo 2.669 pessoas testadas para tipagem de HPV.
     Durante o estudo, 16,1% dos jovens apresentaram resultado positivo no teste rápido para HIV/Aids ou Sífilis.
    Realizada em 119 Unidades Básicas de Saúde e um Centro de Testagem e aconselhamento de 26 capitais (Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Campo Grande, Cuiabá, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Recife, Salvador, São Luís, Teresina e Vitória, Boa Vista, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Rio Branco, Rio de Janeiro e São Paulo) e do Distrito Federal, a pesquisa contou com a colaboração de 250 profissionais de saúde e identificou fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e regionais associados à ocorrência do HPV nos jovens entre 16 e 25 anos de idade, usuários do SUS. Os dados são preliminares, o resultado final será divulgado em abril de 2018.
    Entre os jovens que participaram do estudo, a média de idade para o início da vida sexual foi de 15,3 anos, sendo que as mulheres tiveram a primeira relação com 15,4 anos e os homens com 15 anos. Na primeira relação sexual apenas 41,1% usaram camisinha e 51,5% declararam usar camisinha rotineiramente.
     Entre as mulheres 47,7% já engravidaram, entre elas 63,4% já tiveram um filho e 35,4% tiveram dois filhos ou mais.
Em se tratando de vícios, 15,6% declararam ser fumantes; 70,8% já tomaram bebida alcóolica e 27,1% já fizeram uso de drogas, a maconha foi a mais usada com 23,7% de usuários.
No ano passado, o estudo Human Papillomavirus Infection in Men (HIM) que foi realizado por 11 anos no Brasil, Estados Unidos e México mostrou que o HPV (Papiloma Vírus Humano) é uma infecção que atinge 72% dos homens brasileiros com idade entre 18 e 70 anos, mais que os mexicanos (62%) e americanos (61%). O mesmo estudo mostrou que a incidência de câncer de pênis é três vezes maior nos brasileiros.
     Segundo a OMS, o Brasil é um dos líderes mundiais em incidência de HPV, registra por ano, 137 mil novos casos da doença, que também é responsável por 90% dos casos de câncer de colo de útero. Atualmente, são 10 milhões de homens e mulheres infectados pelo HPV no Brasil e 600 milhões de pessoas no mundo.

Riselda Morais

Jornais da ACRM – Fonte segura de informação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *