Estação Engenheiro Goulart da Linha-12 da CPTM é entregue

Com 15 mil m², novo prédio é acessível à pessoa com deficiência, faz integração com ciclovia e dá acesso ao Parque Ecológico do Tietê.
Os usuários da Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana) acabam de ganhar melhorias no transporte.
A nova Estação Engenheiro Goulart foi entregue nesta sexta-feira (4) pelo governador Geraldo Alckmin e apresenta uma série de benefícios à população.
“É uma grande conquista para São Paulo. Uma estação com 15 mil metros quadrados, elevadores, escadas rolantes, acessibilidade, passarela ligando ao Parque Ecológico do Tietê e bicicletário, para os ciclistas também utilizarem o espaço. Uma grande obra, que atende a Linha 12, que vai para a USP Leste e a futura Linha 13”, comentou o governador durante a entrega da estação.
Com a conclusão da primeira etapa, os trens da Linha 12 voltam a parar na estação. O novo prédio conta com arquitetura moderna e totalmente acessível. No quesito sustentabilidade, o projeto contempla um sistema de aquecimento de água por energia solar, reservatório de água quente e outro para armazenamento de água de reuso.
A estação conta com todos equipamentos de acessibilidade, com dois elevadores e sanitários masculino, feminino e para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Também há quatro escadas rolantes e escadas fixas, além de bilheteria blindada, com três guichês, e linha de bloqueio com 16 catracas.
No mezanino da estação estão as salas para as áreas operacionais e de segurança, que incluem vestiários e sanitários masculino/feminino. Para abrigar as salas técnicas e os equipamentos gerais, foi construído um edifício anexo.
Os ciclistas terão mais conforto e comodidade com o bicicletário com 152 vagas, sanitários e passarela que liga a estação ao Parque Ecológico Tietê, com acesso pela ciclovia. “Integramos o modal da ciclovia ao modal ferroviário e a estação conta com passarela para o Parque Ecológico do Tietê, que está bem bonito. Então, as pessoas, de onde estiverem, vão poder conhecer e visitar o parque”, enfatizou Alckmin.
A estação Engenheiro Goulart integra o Lote 1 das obras civis da Linha 13-Jade, que também engloba a implantação da via permanente e rede aérea no trecho em superfície da nova linha, remanejamento da Linha 12 e ampliação de duas passagens inferiores.
Em 2018, uma nova plataforma estará em operação para atender a Linha 13-Jade, que ligará a capital ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. A linha beneficiará principalmente os moradores das duas maiores cidades do Estado, além de atender turistas e profissionais que visitam São Paulo a negócios.
A demanda inicial projetada é de cerca de 130 mil passageiros por dia útil e a conclusão das obras civis está prevista para o primeiro semestre de 2018. A linha terá três estações: Aeroporto-Guarulhos, Guarulhos-Cecap (novas) e Engenheiro Goulart (entregue nesta data), com integração com outros meios de transporte.
A Estação Cecap-Guarulhos terá um dos acessos transpondo o viário, permitindo conexão com a Rodoviária de Guarulhos. Na Estação Aeroporto-Guarulhos, uma das saídas possibilitará a passagem para o Terminal Metropolitano de Taboão da Serra, além do acesso direto ao Terminal 1 do Aeroporto, que será interligado com transporte próprio da GRU, responsável pela distribuição dos passageiros pelos diversos terminais.
Do total de 12,2 km de extensão, quase 8 km de vias férreas serão sustentadas por 764 vigas gigantes, com 31 metros de extensão e 96,8 toneladas cada, o equivalente a 121 carros populares com peso médio de 800 kg.
Para atender essa demanda, uma fábrica foi montada em um dos canteiros e guindastes de grande porte são utilizados para o lançamento de vigas nos últimos trechos em elevado. Atualmente, cerca de 2.300 trabalhadores estão mobilizados nos quatro lotes que compõem a obra.

Riselda Morais

Jornais da ACRM - Fonte segura de informação!